domingo, 18 de janeiro de 2015

Ei Dilma, vc chora por eles também?



Petralhas soltos na net...Peguem o haloperidol e a camisa de força


Angola vira primeiro país do mundo a proibir o Islã


As autoridades de Angola proibiram a religião islâmica e começaram a fechar mesquitas, em um esforço para frear a propagação do "extremismo" muçulmano, segundo meios de comunicação africanos.


De acordo com a ministra angolana da Cultura, Rosa Cruz e Silva, "o processo de legalização do Islã não foi aprovado pelo Ministério da Justiça e Direitos Humanos de Angola, e portanto as mesquitas em todo o país serão fechadas e demolidas".

Além disso, os angolanos decidiram proibir dezenas de outras religiões e seitas que, segundo o governo, atentam contra a cultura da nação, cuja religião majoritária é o Cristianismo (praticado por 95% da população).

Por sua vez, o jornal angolano O País informa que cerca de 60 mesquitas já foram fechadas, enquanto os representantes da comunidade muçulmana denunciam que estas medidas foram tomadas sem consulta e que eles não constituem uma pequena seita.

Não obstante, as autoridades de Luanda entendem esumiram que "os muçulmanos radicais não são bem-vindos no país e que o governo angolano não está preparado para legalizar a presença de mesquitas em Angola", nação que se converteu na primeira do mundo a proibir o Islã.
Leia mais: http://portuguese.ruvr.ru/news/2013_11_26/Angola-vira-o-primeiro-pais-do-mundo-a-proibir-o-Isla-5003/

BOKO HARAM


 
 
 
 
 


Um grupo extremista que usa uma criança de 10 anos para quase exterminar uma comunidade a sua divulgação não pode ficar restrita somente a internet, se a morte de 14 cartunista na França mexeu a imprensa mundial, por que eles loucos ficam escondidos na Nigéria e pouco se fala neles? É preciso uma ação das autoridades mundiais para colocar um fim nesses loucos. Se fizeram isso com os mandatários da Líbia e do Iraque, quem esses sujeitinhos pensam que são para exterminar crianças e populações inteiras da Nigéria?
abraços.

Aderval Pires 
Rio de Janeiro
 
........
 
Boko Haram ou o coração das trevas
 
 Desviemos, por momentos, os olhos de Paris para o Nordeste da Nigéria e olhemos o horror em estado puro. É uma “ideologia da morte” em acção e no seu estado mais grosseiro. O fenómeno chama-se Boko Haram. O seu chefe, Abubakar Shekau, exprimiu exemplarmente essa ideologia num vídeo de propaganda de 2012: “Dá-me gozo matar todos aqueles que Deus me manda matar, tal como gozo ao matar galinhas e carneiros.”
 
 
................. 

A DEMOCRACIA DA ESQUERDA....





Esta mensagem foi interceptada do" Whatisup" do Diosdado Cabelo- o homem forte da ditadura comunista venezuelana. Aqui ele dava ordem para os seus jagunços MATAREM os estudantes venezuelanos que protestavam nas ruas.


DILMA, CADE AS LÁGRIMAS?





DILMA, CADE AS LÁGRIMAS PELOS ESTUDANTES MORTOS, ESTUPRADOS NAS PRISÕES E MUTILADOS PELA GUARDA SS DO SEU AMIGO - O TIRANO MADURO?







............

DILMA CHORA A MORTE DE UM TRAFICANTE DE DROGAS.....



Luciano perdeu uma grande oportunidade de ficar calado





Muito fácil falar e defender bandidos, quando se anda com carro blindado, rodeado de seguranças. O Luciano perdeu uma grande oportunidade de ficar calado.
Tomou uma resposta á altura. Todavia, não deve nem estar ligando, pois não vive e não tem ideia das dificuldades que o brasileiro passa. Agora entendo que os quadros de assistencialismo que ele promove, o interesse é apenas no Ibope, e dane-se o ajudado.



.................

Sabem o porque que a esquerda ODEIA os EUA? NEVADA - o departamento de justica americano já sabe aonde os bilhões da Petrobras foram lavados!


Investigadores do Departamento de Justiça dos EUA, a partir de informações obtidas nos processos da Operação lava Jato, já identificaram o centro bilionário de lavagem de dinheiro de corruptos políticos do Brasil. Incentivos fiscais do estado de Nevada foram usados por centenas de empresas abertas em nome de brasileiros para investir a grana obtida em negociatas com o setor público. A maior parte das operações do doleiro Alberto Youssef se direcionava para aquele estado norte-americano famoso pelos impostos baixíssimos.
 

Investigadores já descobriram que o principal sistema para lavagem de dinheiro era uma espécie de investimento em participações acionárias de hotéis. O esquema mafioso-contábil superfatura as tarifas, cobrando pelo teto de hospedagem, sem que tenha ocorrido ocupação de quartos. As notas fiscais são emitidas, recolhendo-se e os mínimos impostos cobrados em Nevada. Os resultados financeiros tornavam legalizado o dinheiro de brasileiros que doleiros "transportavam".

No submundo do Congresso Nacional, em Brasília, já se comentava ontem que os peritos norte-americanos já identificaram centenas de políticos com negócios apenas em Nevada. Eles foram descobertos pelo complicado cruzamento de dados de parentescos. A maioria das empresas é registrada em nome de laranjas. Os mais idiotas usaram parentes. Os mais espertos usaram "amigos" com maior dificuldade de rastreamento, mas que foram identificados por uma coincidência fatal. Todos usaram o doleiro Youssef como "Banco Central".

A novidade é que as falcatruas agora mapeadas já tinham sido usadas no velho escândalo do Mensalão - que agora é exemplo de impunidade. O maior prejudicado foi Joaquim Barbosa, pressionado a se aposentar, pelo rigor excessivo com que agiu no julgamento da Ação Penal 470. A maioria dos condenados já está tecnicamente solta, cumprindo regime de "prisão domiciliar", excetuando-se Marcos Valério Fernandes de Souza - que, uma hora, pode ficar pt da vida e partir para alguma delação premiada. Por enquanto, Valério mantém o silêncio obsequioso na cadeia, para alívio de muitos grandes investidores no ramo de hotelaria...

Olha a razão para que a canalha esquerdista DETESTE os EUA...Trema, petralhada!!! ATENÇÃO, PETROBRAS..OS YANKEES JÁ DESEMBARCARAM...



TÉCNICOS DO DEPARTAMENTO DE JUSTIÇA DOS ESTADOS UNIDOS FORAM ENVIADOS AO RIO DE JANEIRO, PARA COLETAR INFORMAÇÕES SOBRE A CORRUPÇÃO NA PETROBRAS.A EMPRESA ESTATAL ESTÁ NA MIRA TAMBÉM DA SECURITIES AND EXCHANGE COMISSION, ÓRGÃO INDEPENDENTE , QUE FISCALIZA O MERCADO DE CAPITAIS AMERICANOS, E DE TRIBUNAIS AMERICANOS QUE ACATARAM AÇÕES COLETIVAS, DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS QUE PERDERAM DINHEIRO COM OS PAPÉIS DA ESTATAL BRASILEIRA NEGOCIADOS NA BOLSA DE NOVA YORK.


............

O socialismo funciona assim:


O Estado passa a roubar cada vez mais de quem produz (empregado e empresário) através de impostos para que ele divida em dois, a primeira parte é pra sustentar eles mesmos (governo e funcionários) e outra parte é pra dar aos que não produzem nada, os que não trabalham e nem empreendem. Chama isso de justiça social, pegar de quem produz e dar para quem não produz.

................

VENINA VELOSA

 
 
Venina Velosa da Fonseca, perseguida na Petrobras por ter denunciado a roubalheira na estatal, fez um memorial de oito páginas disparando contra Lula, Jaques Wagner e José Sérgio Gabrielli. 

A reportagem da Veja resume esse memorial. Segundo Venina Velosa da Fonseca, o sindicalista Geovane de Morais, operador financeiro do PT da Bahia e gerente de Marketing da área de Abastecimento da Petrobras, aquela comandada por Paulo Roberto Costa, contratou irregularmente três empresas. A primeira, "ligada a Lula", foi a Muranno, que recebeu 13 milhões de dólares da Petrobras para divulgar a marca em eventos da Fórmula Indy. Quando a irregularidade foi comprovada e os pagamentos à Muranno foram suspensos, o dono da empresa, Ricardo Villani, ameaçou denunciar o esquema de corrupção. Lula, então, entrou em ação, ordenando o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, a "comprar o silêncio do empresário". Gabrielli repassou a ordem a Paulo Roberto Costa que, por sua vez, acionou o doleiro Alberto Youssef.

 As outras duas empresas contratadas irregularmente por Geovane de Morais, de acordo com o memorial de Venina Velosa da Fonseca, não eram ligadas a Lula, e sim a Jaques Wagner. De fato, elas fizeram parte de sua campanha eleitoral para o governo da Bahia. Lula pode mandar comprar o silêncio de um monte de gente, mas o alarido está mais forte a cada dia que passa.diego mainardi

...........

COMO CRIAR UM POVO IDIOTA


 
 
...................

O prefeito Fernando Haddad parece encantado com as suas ideias, com a sua viso de cidade, e esqueceu de que governar uma cidade muito mais do que pintar ruas e calçadas

 
O prefeito Fernando Haddad parece encantado com as suas ideias, com a sua visão de cidade, e esqueceu de que governar uma cidade é muito mais do que pintar ruas e calçadas
A cidade de São Paulo tornou-se refém de um prefeito que parece brincar de governar, e pelo jeito não gosta de brincar sozinho. Convidou agora três amigos do filho a participarem da brincadeira. Fernando Haddad ainda não se deu conta de que São Paulo é uma cidade com quase 12 milhões de habitantes e enfrenta situações complexas que exigem mais do que slogans. Exigem competência administrativa. Mas para Fernando Haddad tudo isso não passa de uma crítica barata, de gente que ainda não entendeu as mudanças que a sua gestão vem promovendo na cidade. Mudanças estruturais, de concepção de cidade, de cultura urbana, de modo de vida – nada mais nada menos que uma verdadeira revolução.

A mais recente novidade do prefeito foi a nomeação de três bacharéis em Direito, recém-formados, para trabalhar em cargos comissionados da Prefeitura. Segundo a Prefeitura, os profissionais são "de renomadas universidades, com experiência profissional de estágio em escritórios de advocacia e atuação em entidades representativas estudantis". De fato, os três têm ampla participação no movimento estudantil, e dois deles presidiram o Centro Acadêmico 11 de Agosto, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Mas eles têm também outro ponto em comum em seus currículos — são amigos do filho do prefeito. Interessante essa revolução de Haddad…

Outra novidade para o ano que começa é que, aproveitando a sua experiência como prefeito, Fernando Haddad irá dar aulas na USP. Serão seis aulas sobre a cidade e a elite, o desenvolvimento capitalista, a urbanização e a dominação não legítima. Temas sem dúvida muito interessantes, que caem como uma luva no objetivo da disciplina: investigar a dinâmica atual do desenvolvimento urbano. Naturalmente, não deixa de ser motivo de orgulho para a cidade ter um prefeito professor. Além do mais, por que desprezar a possibilidade de que a preparação dessas aulas seja ocasião para que o prefeito se aproxime ao menos um pouco dos reais desafios da cidade?

Essa raça se merece: Lula e José Dirceu se desentendem por causa da roubalheira do petrolão





Faz tempo que o escândalo de corrupção na Petrobras serve de combustível para o fogo amigo dentro do PT. No ano passado, petistas que comandavam o movimento “Volta, Lula” criticaram a presidente Dilma Rousseff por admitir que aprovara a compra da refinaria de Pasadena com base num relatório falho. Com o gesto de sinceridade, Dilma teria levado a crise para dentro do Palácio do Planalto, segundo seus adversários internos, e demonstrado uma ingenuidade e um amadorismo capazes de pôr em risco a permanência do partido no poder. No afã de tirá-la da corrida eleitoral, aliados de Lula também acusaram a presidente de traição ao responsabilizar a antiga diretoria da Petrobras, nomeada pelo antecessor, pelos desfalques bilionários nos cofres da companhia. Como o “Volta, Lula” não decolava e a sucessão presidencial se anunciava acirrada, os petistas selaram um armistício até a eleição. Mas, com Dilma reeleita, retomaram a disputa fratricida. O motivo é simples: estrelas do PT serão punidas novamente — agora no petrolão. Resta saber quem pagará a conta. Com as prisões do mensalão ainda frescas na memória, ninguém está disposto a ir para o sacrifício.

A tensão decorrente das investigações e do julgamento do esquema de corrupção na Petrobras colocou em trincheiras opostas as duas mais importantes lideranças históricas do PT: Lula e seu ex-ministro José Dirceu. Tão logo os delatores do petrolão disseram que o ex­diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque recolhia propina para o partido, Dirceu, o padrinho político de Duque, ligou para o Instituto Lula e pediu uma conversa com o ex-presidente. O objetivo era se dizer à disposição para ajudar os companheiros a rebater as acusações e azeitar a estratégia de defesa. Conhecido por deixar soldados feridos pelo caminho, Lula não ligou de volta. Em vez disso, mandou Paulo Okamotto, seu fiel escudeiro, telefonar para Dirceu. Assim foi feito. “Do que você está precisando, Zé?”, questionou Okamotto. Dirceu interpretou a pergunta como uma tentativa do interlocutor de mercadejar o seu silêncio. À mágoa com Lula, que o teria abandonado durante o ano em que passou na cadeia, Dirceu acrescentou pitadas de ira: “Você acha que vou ligar para pedir alguma coisa? Vocês me abandonaram há tempos”, respondeu. E fim de papo.
 
 
..................

"Existem muçulmanos moderados, mas não existe um Islã moderado."

A advogada francesa Jeannette Bougrab, que integrou o governo Sarkozy, era companheira do chargista Stéphane Charbonnier, a alma do jornal satírico Charlie Hebdo. Filha de pai argelino, muçulmano, ela é uma defensora ferrenha da laicidade. A seguir, O Antagonista reproduz algumas das falas dessa mulher corajosa, depois dos atentados em Paris:

-- "Existem muçulmanos moderados, mas não existe um Islã moderado."

-- "São necessários 25 homens para vigiar um terrorista. Em cada 4 muçulmanos, um é fundamentalista."

-- "Eu acuso todos os movimentos de esquerda que crucificaram esses defensores da liberdade como islamofóbicos."

-- "Eu não compreendo mais este país. O que ocorre na França onde se matam pessoas porque elas desenham? Por que não se faz nada contra as redes sociais que se tornaram reservatórios de ódio?"

-- " Stéphane foi morto porque defendia a laicidade, defendia o espírito de Voltaire, ele era fruto desse ideal. Morreu de pé, executado com seus camaradas, e só se pode sentir orgulho dele. Todos esses desenhistas merecem o Panteão. Eles lutaram pelos princípios e liberdades cuja defesa foi esquecida. Eles morreram para pudéssemos permanecer livres neste país, na França."

OS BLOGUEIROS DE ALUGUEL DO PT







Depois de Rachel Sheherazade ter falado verdades doloridas sobre a semelhança de princípios entre o atentado ao Charlie Hebdo e o ódio à imprensa livre no Brasil, a BLOSTA, como não poderia deixar de ser, ficou com os nervos em frangalhos. Aí tudo chegou até a ser engraçado.

Altamiro Borges disse, chegando ao nível do esgoto ao chamá-la (em uma imagem) de “jornazista”:
O oportunismo da jornalista beira o absurdo. Rachel Sheherazade desconhece ou finge não conhecer a história da publicação francesa, famosa por suas origens de esquerda e por sua ácida irreverência contra tudo e contra todos – expressa no seu slogan “Um jornal irresponsável”.

Bem diferente da “Veja”, que é uma expressão das elites e das forças mais conservadoras e preconceituosas do Brasil. O panfleto da famiglia Civita nunca teve nada de “independente”. Comparar as duas publicações, aproveitando-se do trágico episódio em Paris, é pura má fé ou cavalar ignorância.

O Pragmatismo Político vai na mesma toada:
Rachel Sheherazade comparou Charlie Hebdo à Veja. No entanto, publicações encontram-se em espectros políticos e ideológicos completamente opostos. Outra distinção fundamental é que, ao contrário do Charlie Hebdo, revista Veja sempre caminhou ao lado dos poderosos.

De novo, mais uma entregada!

Na verdade, o discurso dizendo “ele é dos poderosos, eu sou dos oprimidos” é sempre conversa fiada quando proferido pela extrema-esquerda. Quando notamos que o estado totalitário é uma entidade mais poderosa que qualquer empresa, percebemos que são os ultra-esquerdistas que defendem os poderosos, esmagando os oprimidos. Basta ver como vive o povo da Coréia do Norte e da Venezuela, em comparação com seus líderes, estes últimos vivendo como sultões.

Mas o mais grave (eis a entregada) é a confissão deles dizendo que as diferenças não estão nas ações em si, mas na forma como as vítimas são “vendidas ao público”. Ou seja, um assassinato deixa de ser um assassinato se eles conseguirem convencer uma parte de seu público de que a vítima está “do lado dos poderosos”. Eles, sem querer, acabaram validando o atentado ao Charlie Hebdo.

Tanto quanto os terroristas que mataram os jornalistas do Charlie Hebdo, os colunistas da BLOSTA vendem suas vítimas como “os poderosos contra os oprimidos”, a partir daí sentindo-se justificados a praticar qualquer monstruosidade que lhes apetecer. Os blogueiros governistas podem até dizer que eles estão vendendo o Charlie Hebdo como “defensor de oprimidos”, mas não é assim que os islâmicos o tem vendido. Todo ato de violência extrema tem sido barbaramente justificado por terroristas islâmicos e ultra-esquerdistas a partir do momento em que eles definem seu adversário como “opressor contra oprimidos”. E nisso os terroristas islâmicos e os ultra-esquerdistas são exatamente iguais. Rachel Sheherazade acertou na mosca.

Em resumo, os blogueiros governistas tentaram dizer que os casos são diferentes, mas acabaram nos mostrando o quanto são similares, principalmente pelo seu comportamento de tentar validar uma das violências a partir do momento em que o agressor toma a decisão de vender seu oponente como “representante dos poderosos”. O que, no caso da Veja, é uma mentira clamorosa, já que os maiores detentores de poder administram empresas como Petrobrás, Correios, Banco do Brasil e toda a receita obtida de impostos no Brasil. Os poderosos estão no PT.

Como estamos em pólos morais opostos em relação aos governistas, podemos racionalmente entender o quanto Rachel Sheherazade foi irretocável em sua argumentação. Pessoas moralmente sadias entendem que não faz diferença se uma publicação ataca os poderosos (como a Veja, que tem denunciado um governo excessivamente poderoso) ou se os auxilia (como o Charlie Hebdo, que defende os burocratas detentores de poder no estado inchado), no momento de denunciarmos crimes cometidos contra essas publicações. Ambos são crimes bárbaros e devem ser denunciados.

E, é claro, pessoas sem o menor traço moral vão continuar sem entender a similaridade, e nem mesmo a inesquecível frase de Voltaire: “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.”

REINALDO AZEVEDO
 

Ministra pede que obra de Monteiro Lobato seja banida por 'racismo'




E quando vão pedir pra banir a bíblia, por racismo, incitação a violência, misoginia, escravagismo, prostituição e muitas outras coisas que nem sei o que dizer, vão se ferra vão trabalhar e parar de roubar do povo governo de incompetentes.

A obra de Monteiro Lobato foi publicada em 1933.

Já dizia um certo ditador popular que racismos e todos os ismos estão na cabeça de quem pensa>>> Será?

Artigo original: Nilma versus Lobato

SAIBA MAIS SOBRE A OBRA EXCOMUNGADA PELOS QUE ESTÃO VENDO RACISMO EM MONTEIRO LOBATO

Nilma Gomes, nova ministra do governo de Dilma Rousseff para a pasta de ‘Políticas de Promoção da Igualdade Racial’, pediu que o livro ‘Caçadas de Pedrinho’, do escritor Monteiro Lobato, seja banido do Programa Nacional Biblioteca na Escola por entender que a obra contém conteúdo racista.

Recentemente a mesma obra sofreu acusações do Instituto de Advocacia Racial, que entrou com um mandato de segurança junto ao Supremo Tribunal Federal pedindo que a retirada do livro da lista de leitura obrigatória em escolas públicas. O caso foi indeferido pelo Ministro Luiz Fux.

Via Epoch Times

Perfil da Ministra

Nilma Lino Gomes é pedagoga e mestra em Educação pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), doutora em Antropologia Social pela USP (Universidade de São Paulo) e pós-doutora em Sociologia pela Universidade de Coimbra.

Integra o corpo docente da pós-graduação em educação Conhecimento e Inclusão Social -FAE/UFMG e do Mestrado Interdisciplinar em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). Atualmente, é reitora Pró-Tempore da Unilab.

Comentário

Todo governo tem medo de Monteiro Lobato. Ele foi um grande patriota. Ensina as pessoas a pensarem e serem críticas. Essa conversa de racismo é só pretexto.Os livros do Monteiro Lobato fazem as crianças pensarem por sí mesmas e questionarem o mundo. Isso é tudo que o PT não quer. Militantes não pensam por sí mesmos. Apenas seguem cegamente o líder. A novela da Globo conseguiu descaracterizar completamente esse pensamento crítico dos personagens, principalmente da Emília. Eu acho que se Monteiro Lobato estivesse vivo hoje ele iria saber dar uma resposta à altura para esses hipócritas relativistas morais que infestam o Brasil.Eu tive a honra de herdar de minha mãe a obra completa de Monteiro Lobato. Livros para crianças e para adultos. O engraçado é que minha mãe além de ser uma grande fã de Lobato tinha um perfil muito conservador mas tinha uma visão romantica sobre o socialismo. Paradoxalmente crescí ouvindo histórias sobre a União Soviética e Fidel Castro mas também sobre o Sítio do Picapau Amarelo e inúmeros autores. Ela lia os jornais comigo desde criança e comentava as notícias. Me ensinou a enchergar as coisas além do que diz a imprensa. Aprendi a pensar. Acho inadmissível qualquer atitude totalitária como censurar livros ou calar a opinião das pessoas como tenho visto sempre deputados do PCdoB, PSOL e PT fazerem. Eu fico muito indignado com o relativismo moral e cultural da esquerda. Para eles a verdade ou o que é certo ou errado depende de ser favorável ao movimento revolucionário ou não. Se for favorável é bom, se não for é mal. Eles devem achar que Monteiro Lobato atrapalha a implementação do socialismo no Brasil. Um grande abraço.
 

sábado, 17 de janeiro de 2015

BNDES. O PRÓXIMO ESCANDALO - “Desanimado da virtude, rindo da honra, com vergonha de ser honesto.” .




No Petrolão já são mais de R$ 70 bilhões, e no 'possível próximo escândalo', no BNDES, são R$ 500 bilhões em jogo.

Procurador Federal Hélio Telho Corrêia Filho, de Goiás, é um dos mais temidos do país. Sobre o escândalo da vez, o do BNDES, ela alerta que "alegam sigilo bancário e, assim, nós não podemos ter acesso. Ou seja, a CGU (Controladoria-Geral da União) não fiscaliza, o TCU (Tribunal de Contas da União) não consegue fiscalizar, o Ministério Público Federal não tem acesso. Ninguém tem acesso. É claro que esse dinheiro está sendo desviado"

Muias benesses foram concedidas a ditadores bolivarianos e demais aliados políticos através do BNDES com a maior cara de pau de uma 'legalidade ilegal, imoral e absurdamente criminosa'. (Vide Porto de Mariel, Gasoduto do Peru, reparos em Usina na Bolívia e outros, notadamente com o envolvimento da empreiteiras canetadas na Lava Jato, Camargo Corrêa e Odebrecht), e pior, SEM AUTORIZAÇÃO DO CONGRESSO E COM SIGILO TOTAL POR MAIS DE 50 ANOS. OS ÚNICOS QUE TEM ACESSO A DOCUMENTOS DE TAIS 'EMPRÉSTIMOS' SÃO A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA E A CASA CIVIL, NINGUÉM MAIS, NEM MPF, CGU E TCU.

Agora, quem diz que um escândalo muito maior do que o Petrolão e o Mensalão, envolvendo o BNDES e seus 'empréstimos/doações' para ditadores bolivarianos, é um dos mais temidos Procuradores Federais do país, Hélio Telho Corrêia Filho, de Goiás.

"Se o sistema favorece a prática da corrupção, ela vai florescer. E tenho repetido: este ainda não é o maior escândalo que vamos ver. Ainda vamos ter um escândalo maior do que esse. E digo até qual: será no BNDES. Por que sei disso? Estou fazendo investigações, ouvindo escutas telefônicas? Não. Mas é que as coisas são óbvias demais. A corrupção floresce em ambientes onde há muito dinheiro, nenhum controle, muito sigilo e impunidade total. O BNDES está alavancando com mais de R$ 500 bilhões do Tesouro Nacional, fazendo empréstimos a juros subsidiados. Mas não sabemos para quem, quanto foi para cada um e nem quais são as garantias. Por quê? Porque alegam sigilo bancário e, assim, nós não podemos ter acesso. Ou seja, a CGU [Controladoria-Geral da União] não fiscaliza, o TCU [Tribunal de Contas da União] não consegue fiscalizar, o Ministério Público Federal não tem acesso. Ninguém tem acesso. É claro que esse dinheiro está sendo desviado (enfático). É claro que isso é uma cultura para a corrupção. Tudo isso é muito óbvio. Quando conseguirmos abrir a caixa preta do BNDES, a "petropina" vai parecer troco de pinga. Se na "petropina" tinha obra em torno de R$ 70 bilhões em contratos, no BNDES há R$ 500 bilhões, sete vezes mais. Só que na Petrobrás havia o TCU investigando e denunciando fraudes e superfaturamentos, há muito tempo. Mas no BNDES nós não temos nada, não sabemos nada.." Helio Telho Correia Filho

Governo pode voltar a cobrar imposto sobre combustíveis



O brasileiro deve se preparar para pagar mais um imposto. Matéria publicada na edição desta quarta-feira (26), do jornal Folha de S.Paulo, revela que “a volta da cobrança da Cide (contribuição para regular o preço dos combustíveis) faz parte do pacote fechado pelo ministro Guido Mantega (Fazenda) e apresentado ontem à presidente Dilma Rousseff com medidas para reequilibrar as contas públicas.”
De acordo com a Folha, “a decisão final será tomada em reunião da presidente com a nova equipe econômica. Nesta terça (25), ela recebeu no Planalto o futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e o novo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.”


...........